Abandone as métricas de vaidade, elas não pagam as suas contas!

PARE agora mesmo de focar em quantos seguidores ou curtidas seus concorrentes ou qualquer pessoa têm. Só o fato delas apresentarem esse número de seguidores, não significa que eles são de qualidade (podem ser perfis comprados) e que podem se tornar seus clientes.

Obviamente, ter curtidas, comentários e compartilhamentos – maior engajamento no geral – podem ser bons indícios, mas muitas vezes são meramente métricas de VAIDADE.

O engajamento é sim um bom indicativo que a produção de conteúdo está no caminho certo, mas pense: você também pode atrair um público bem expressivo, mas com o perfil “errado” ou não aderente com o seu posicionamento e com possibilidade de se tornar cliente.

Foque em primeiro lugar em atrair o PÚBLICO CERTO! E lembre-se: O CONTEÚDO que você GERA nos CANAIS selecionados DETERMINA o TIPO de CLIENTE que você ATRAI.

O conteúdo desenvolvido deve ser “traduzido” (adaptado, tratado) para se adequar ao perfil do canal de publicidade selecionado, respeitando suas regras, conceitos e premissas próprias. Cada rede social apresenta um comportamento de consumo da informação único que deve ser identificado e considerado em uma publicação (linguagem, público, formato, etc.)

Quando tratamos dos assuntos indistintamente nelas, como ocorre em inúmeros casos, não priorizando critérios de comportamento do usuário e seu perfil de consumo, acabamos subaproveitando suas possibilidades e potencialidades, prejudicando assim, a captação da audiência pretendida. 

Portanto, entenda que os desejados seguidores e curtidas não são componentes de índice de sucesso e consequentemente, não significam conversão de resultados. A melhor estratégia para o setor jurídico para fomentar o número de seguidores de maneira RELEVANTE é através da produção de CONTEÚDO e distribuição nos CANAIS aderentes ao seu OBJETIVO.

Bruno Pedro Bom

Atendimento e Comercial

Posts Recentes

Popup teste.