Storytelling para advogados

Trata-se de um termo em inglês onde “Story” significa história e “telling”, contar. Mais que uma mera narrativa na produção versátil de conteúdo, Storytelling é a arte de contar histórias usando técnicas de comunicação que geram conexão emocional com a audiência.

Em um cenário com uma intensificação massiva na comunicação, somos bombardeados com informações constantemente. Este excesso de comunicação desperta nossa perda de interesse e sensação de mesmice quando somos impactados.

O Storytelling serve como ferramenta de diferenciação na comunicação, através de uma história bem contada através da perspectiva do cliente – avaliando seus medos, dores e seus problemas na jornada até a contratação do advogado – e, garantindo assim, uma conexão emocional genuína com os interlocutores, aumentando significativamente o interesse na mensagem. É importante que a história seja verossímil, mas cuidado com a exposição do cliente protagonista da história uma vez que o código de ética inibe esta inciativa. Portanto, atente-se ao carácter informativo e a essência do problema neutralizado pela atuação dos serviços jurídicos prestados.

O tripé de sustentação do Storytelling é fundamentado pelas seguintes características que devem ser sinérgicas:

1.     Técnicas Narrativas: nesta etapa, são definidos os caminhos conceituais que sustentarão o conteúdo;

2.    Conteúdo Narrativo: parte mais conhecida e explorada do Storytelling, é o que dá vida à técnica;

3.    Fluidez: para uma história ser consistente, ela precisa ser contínua. Não é interruptiva, mas sim criar experiências e momentos que aproximam suas audiências.

Quais as vantagens do uso do Storytelling para advogados e escritórios?

Engajar colaboradores: possibilidade de solução para motivar a equipe e incentivar a produtividade por meio da conexão. Ele pode ser utilizado em workshops, reuniões e treinamentos de equipe. Os próprios colaboradores podem promover resultados com essa estratégia, trocando experiências e valores. É uma boa forma de garantir integração e promover a sinergia.

Divulgação da marca:  promover a identificação da audiência com o seu negócio ao realizar a sua divulgação. Narrar a conceituação da marca, seu histórico e os valores base para a sua construção podem gerar conexão com o público.

Criar identidade e consolidar posicionamento: Como você quer ser lembrado? Investir na narrativa como forma de conexão com o seu público, pode gerar uma expectativa neste formato de comunicação, gerando assim, identidade e firmamento do posicionamento para o público mirado.

Chamar e prender a atenção da audiência: utilizado para ganhar e prender a atenção do público. Utilizar a narrativa como estratégia de comunicação é a melhor forma de encantar a audiência, fazendo com que eles invistam atenção no seu conteúdo.

Essa técnica é essencial na produção de conteúdo para as redes sociais. Existem inúmeros formatos que podem e devem ser utilizados na comunicação digital, mas todos eles devem se conectar com o público para que a informação se destaque em relação as demais.

Um post nas redes sociais tem maior engajamento quando possui uma imagem que sintetize o seu conteúdo. Da mesma forma, a chance de um vídeo ser compartilhado é muito maior do que um texto. A partir deste cenário, escritórios e advogados precisam ser versáteis para contar histórias autênticas. A escolha, claro, dependerá da audiência.

Bruno Bom
Sócio Fundador da BBDE Comunicação
Bruno Bom | Direito e Excelência

Bruno Pedro Bom

Bruno Pedro Bom

Atendimento e Comercial

Posts Recentes